sexta-feira, 20 de abril de 2018

Rainha Catarina

Fico imaginando o quanto de rainha Catarina já cruzou a minha estrada, em algum momento. Eu tive dois casos assim. de uma levei uma cotovelada e da outra fui chamado de covarde, estava possuída, eu que tanto ajudei e me propus a consolá-la nos piores momentos de solidão e carência. O
 difícil para mulher é a perda, depois da rejeição que a seduz, é querer voltar atrás, quando não é mais possível, qualquer Homem sabe que depois que chega ao final, não tem mais volta, para esquecer um grande romance de amor, o Homem apela para qualquer coisa, depois que o encanto e o feitiço vão se embora, tudo volta ao normal, mas sabe-se que com aquele relacionamento voltar ao ponto de partida, é como me disse uma vez uma dessas tentativas, é um "traste", porque não fazemos por mal a conquista, a aproximação e a malandragem, o que importa de fato é o equilíbrio e a perfeita sintonia que existiu um dia, até o momento de que se percebe que aquilo era um engano  e apenas uma forma de se chegar a cama, passa tudo pela cabeça de uma Mulher e de um Homem também. Rainhas Catarinas existem em todo lugar, e elas são cruéis, porque não aceitam os comportamentos e as atitudes que os parceiros realizam em razão do que ela passou com seu ex-marido e ex-companheiro, todos os procedimentos em relação ao que se planeja, são oriundos de uma completa falta de entendimento do que se quer e o máximo do que se pode dar e receber, não necessariamente, ao mesmo tempo.

Afinal, com quem ficou Kaysar?

Eu sempre tive medo de passar uma situação desse tipo, mas já passei. Jurar amor a uma ex-ficante no meio de pessoas conhecidas e depois, que ela foi viajar, ficar com outra até a festa de encerramento de um curso...o que dizer para uma e para a outra. Penso que Kaysar deve ter dado alguma explicação à Patrícia ou nenhuma, já que tudo não passou de um relacionamento confinado e saiba-se que ele perdeu porque votou na Gleice, a mando dela, e ele mesmo entregou que foi por causa dela, na frente de todo mundo.
Como se comportar numa hora dessas? Pois teve uma época que fui convidado para um casamento e meu relacionamento estava meio abalado, o noivo convidou a mulher errada, e acabei indo com a minha mesmo, e sentando na mesma mesa com a quase ficante, que acabei apenas por dar uns beijinhos e me afastar, eu queria era, naquela época, não me relacionar com mais ninguém. Pois acabamos ficando todos na mesma mesa, ela estranhou que eu estava com outra, que não aquela, que fomos na casa do noivo, num aniversário sem maiores precedentes históricos. A situação foi estranha, e só sei que ela me perguntou coisas que eu não me lembrava mais, e eu poderia ter dito alguma coisa mais sensual, para que ela achasse que eu não dormi com ela, pois achei ela muito ciumenta, mas que me lembrava dos seios dela e das pernas quando estávamos no sofá e que a sensação não me sai da cabeça até aquele dia, que eu sentia muito, mas que a gente poderia contextualizar aquela situação com um novo encontro para que a gente pudesse então desfazer algum mal entendido, ela acabou pensando que eu era gay, por ter desistido de levar a relação para um segundo nível num rompante que a deixou desconcertada. Manter uma relação quando não se está a fim de dar explicação para qualquer mulher que fosse, não seria o ideal, mas manter uma relação apenas para explicar que tudo não passou de um momento de ocasião seria muito mais fácil.
Mesmo tendo ido a festa com a mulher errada, tudo acabou ficando como deveria ser, acabei passando por aquele momento, mas deveria ter entendido que estava sendo vigiado, e que deveria resolver a outra história de maneira a não me meter mais em fria dessa maneira.

Cumprimento de horário...

Eu sempre tive uma característica na vida, não chegar no horário. Muitos outros sempre foram da pratica de que chegar no horário e...ficar ali cumprindo apenas uma formalidade e falando dos que não chegavam, ou chegavam depois. Eu chegava na porta já trabalhando e só saía depois que o horário determinasse, cumprindo toda carga, trabalhando, não fazendo chimarrão, passeando, lendo jornal ou em reuniões de outros setores. Eu gostava de trabalhar a noite porque a concentração e a criatividade corria melhor na solidão da sala e de qualquer outra possibilidade de perturbação da ordem, como ocorre sempre em algumas áreas, onde muito se fala e pouco se planeja e se produz mentalmente. Trabalhar no horário, significa que você tem a capacidade de lidar com a sua produção no período que o mesmo exige, se existe a hora extra, ela é para substituir a carga que outro funcionário deveria estar fazendo, a pessoa deveria receber o salário dobrado, mais isso é utopia, até porque as empresas às vezes nem pagam o correto.
Chegar no horário exigem uma pré-disposição de que o contrato foi feito assim e deverá ser cumprido assim, não interessando a melhor produtividade ou que o escritório é calmo e apenas trata das questões que envolvem uma parte do processo, e que tirando esse problema, existirá outros, chegar no horário é uma questão de disciplina, durante a carreira nos deparamos com vários setores e diversas empresas que trabalham com liberdade ou não nesse quesito e cada um sabe do que o outro deve pensar a respeito disso, porque a mentalidade cultural também acaba absorvendo quem não chega no horário. Enquanto o que reclama do horário do vizinho tem uma produção às vezes 50% menos do que quem chega no horário, isso não é levado em conta nas empresas, porque a cultura inefasta e estrondosamente arcaica sobre os pensamentos do que afetam o grupo, é melhor ficar com dois ou três que mesmo assim, produzem 40 a 50% menos do que um que chega atrasado e cumpre o horário, e ainda apresenta as melhores idéias quando convidado a se manifestar. Acaba-se criando a condição de que é melhor cumprir o horário e ser um mediano, para manter o emprego.

dia de reunião...

Nunca gostei das reuniões realizadas na sexta-feira...elas são geralmente realizadas em clima hostil, é quando vem, de cima para baixo, toda uma semana de cobranças de resultados e trabalhos rotineiros e estressantes sem as devidas alternativas de viabilidade possível de você fazer menos e em condições melhores. Cabe ao funcionário se preparar, porque já deve saber que notícias boas não vem na sexta-feira, podem vir na segunda-feira também, em consequência da reunião ocorrida na semana passada, na sexta-feira, que não deveria se estender mais do que o necessário, mas quando elas acontecem nesse dia e às cinco e meia da tarde, é porque não interessa mais o dia da semana, a cobra vai fumar. As reclamações serão as mesmas e as alternativas também, modificações serão necessárias, como troca, alteração, mudança e por fim, retirada de vantagens para quem não tem força e nem poder de fazer qualquer coisa, a não ser obedecer.
Melhor mesmo é ter o seu negócio, mas isso não significa que você está livre de todos os problemas, precisa aprender com eles e que lidar com o alheio sempre pode gerar algum tipo de incomodação, quando você não está o suficientemente preparado, melhor não se meter, mas existe possibilidade de você expor naquilo que você é bom, nem que seja opinar sobre a vida das pessoas, mesmo não sendo psicólogo ou psicanalista, até porque muitos desses apenas estudaram não viram a realidade o que de fato acontece, depende do consultório para formar a sua própria opinião.
Certo mesmo é que nesses dias depende de que lado você está e se está do lado certo, não tem que seu preocupar, se estiver apenas do seu lado, o melhor é ir se preparando para o que pode estar por vir, o melhor é opinar de forma clara e correta, com base, e não se expor. Boa sorte!

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Petrobras vai vender controle da Refap, refinaria de Canoas

Fala em Petrobrás hoje, pensamos em corrupção, pensamos em controle privado, pensamos em aumento direto para o consumidor e estamos agora pensando, onde vai parar mais esse dinheiro e o porque da revenda da maior parte de uma refinaria que tem uma história de muito tempo fazendo parte do contexto petrolífero do sul. Como as notícias que afetam a estatal são sempre divulgadas na imprensa de forma negativa, porque nesse exato momento, e época de eleições se constrói uma veiculação desse nível?
Esse governo é apenas uma transição para o que de fato pode vir daqui para frente com esse modelo político que corrompe, destrói e apodrece as empresas fortalecendo os grupos privados que investem mais fora do país do que dentro, aqui com  a única missão de sugar já que as reservas nos parecem que são ilimitadas, mas a capacidade de se re-estabelecer é muito rápida, o que nos prova apenas que qualquer governo sério, num prazo de dez anos e com um modelo político e econômico a altura que se espera do seus trabalhadores, poderia retirar o Brasil dessa inhaca e colocá-lo num dos países mais desenvolvidos do mundo, terminando com isso com a marginalia que se espraia com essas mentes poluídas e suas várias facções espalhadas pelos morros, roubando, assaltando e matando inocentes, na procura de um modelo que seja sustentável pelas atitudes e os ladrões se envergonhem de serem o que são.

Conversa sobre o inventário

- tu leu o processo?
- que processo?
- os oito volumes que eu te deixei...
- sim, li e fotografei o que era importante...vou mandar por e-mail...
- por e-mail não, manda pelo whats que é mais confiável...
- tem certeza que essa conversa não está sendo grampeada?
- não tenho certeza de nada, o que tu achou de interessante no processo?
- que os advogados não sabem de nada, eu já havia te dito isso...mas eu já tenho o norte e vou te passar, cobra deles e explica o que eles tem que fazer...
2 semanas depois
- olha eu passei um e-mail da reunião...
- mas eu não entendi, porque vai ser feito isso, podes me ligar?
- eu estou te ligando porque decidimos assim, eles propuseram isso, de renunciar.
- renunciar como? e a dívida, vamos renunciar também? duvido que o estado vá aceitar...só se agente pagar, aí sim renuncia tudo...
- pô mas tu não ajuda, e depois atrapalha...
- a renúncia não está prevista na lei no nosso caso, os caras estão te enrolando e não sabem nada disso...eu li a porra dos processos e disse o que era para fazer e tu te deixa envolver...que merda, nem leu o que eu escrevi, só existe uma forma de sair dessa situação, por onde a gente entrou, infelizmente contratamos os caras para não fazer nada do que já vinha sendo feito quando demitimos os outros advogados, é esperar que o estado assuma a coisa e nos tire dessa confusão, ninguém quer ler as porras dos processos, depois ficam viajando, tem certeza que não estamos sendo grampeados?
- vou ver essa lei de que não podemos renunciar a dívida, eu não vi nada na lei, logo, para mim vale o que eles disseram...
- que renúncia de dívida, tá loco? eu falei que a era a lei que não previa a renúncia ao bem, e não a dívida, puta que pariu, vai ler a merda da lei e esquece isso, foca no processo e diz para os caras não fazerem nada e esperar, estão recebendo para isso, se eles não se envolverem e não se meterem talvez ainda sobre uns trocados para eles...eu acho que essa ligação...


Conversa no chat do APLICATIVO

- onde vc está?
- chegando
- vc parou para abastecer?
- nada, larguei um passageiro
- como assim?! parou duas vezes, e eu aqui...porque aceitou a corrida, se tinha que abastecer?
- não abasteci nada, parei no sinal vermelho...
- certo, 5 min no sinal vermelho, e eu aqui...
- estou chegando...
- vc acabou de passar por mim...
- como assim, passei por vc?
- você é uma mala, pegou outra pessoa...
- o aplicativo dessa louca aí está aqui comigo...
- Cancela essa corrida que eu não vou pagar...
- sinto muito, mas agora temo que ir até o fim...
- vou ferrar você no aplicativo, cancela a porra da viagem...
- e como fica a minha passageira?
- diz para ela a cagada que tu fez...
- não vai dar, tenho crédito na praça com todas
- pqp, não tem condições, o aplicativo da tua passageira já está viajando e tu continua na mesma...
- não vou pagar essa viagem, vou reclamar a tua eficiência...
- tá bom, faz o que tem que ser feito, não reclama mais e pega outro , larga do meu pé, vaza...
- vou mandar o texto para o teu aplicativo...e tu com essa nota, uma mentira daquelas, nota zero -1
- cliente incompetente!

Ela dança, eu danço...

Como forma de terapia alimentar e da alma, incorporei a dança de solidão na minha vida diária, mas ainda não me convenci de que o tipo de estratégia pode definir outros procedimentos diferentes como o da caminha, até porque este último não me permite mais sair a rua com segurança de que tudo vai acabar bem nesse sentido. A terapia dura meia hora, no mínimo, e quando dura uma hora inteira o desgaste é muito grande e o corpo sente quando outras atividades estão atreladas ao processo.
Assim como a caminhada e a esteira, a dança é uma forma de fazer o corpo falar, já que a musculação e o pilates exite do corpo e não apresenta nada em relação aos sentidos do coração e da emoção, sem falar de ouvir uma sensação de remeximento do corpo. É assim a dança, que não consegue equilibrar as pessoas, porque não gostam ou não estão preparadas o suficiente para não enjoar, precisam de um parceiro ou de um companheiro para se manter no interesse, mas como tudo que é bom, acaba ficando somente um ente, ou seja, é necessário gostar de si, gostar de dançar, e gostar de ficar ouvindo e talvez vendo aquilo que durante muitos anos a própria pessoa pensou que não existisse, a necessidade de se ficar em alguns conceitos de atividade física, ligadas ao prazer, assim como o sexo bem tramado e organizado.

Mais da metade dos casais briga por causa do excesso de uso do celular. Você também?

Já tive bem presente essa questão, meu sobrinho, não se desgrudava do aparelho, e fica impossível manter qualquer assunto com uma pessoa que não está presente totalmente, ou seja, se você está sozinho, precisa saber das informações do celular que lhe interessam de fato, então vale a pena manter o aparelho durante o tempo inteiro junto a você. O resto é como tv na sala na hora do almoço, é impossível manter o foco em qualquer conversa se tiver algo que tire a concentração de alguém que não fica o tempo inteiro concentrado em, em você!!!
Por isso que o eletrônicos valem a pena, pois medem o quanto você é interessante na conversa, pois uma coisa é escutar, que poucos tem o dom, a outra coisa é falar e dizer o que pensa até o fim, isso às vezes fica enfadonho, porque existe a necessidade de orquestração das idéias para não se falar merda. Esse é o princípio fundamental de uma relação familiar, se todos estão presentes ou não para debaterem ideias e conteúdos, até para saber porque alguém se esconde e não quer participar do processo, por que será?

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Com saída de Parode, chega a 21 o número de baixas na gestão Marchezan

— Em absoluto, não tivemos dificuldades de relacionamento. O prefeito Marchezan tem um temperamento bastante forte. Buscamos sempre acompanhar o prefeito naquilo que foi possível, mas nem sempre foi possível buscar a concordância, porque obviamente o papel de um secretário não é concordar sempre com o prefeito. Saímos com uma relação tranquila — avaliou.

Percebemos que a situação da cidade e do secretariado anda bem confusa e isso não é a toa, pois ainda bem não chegamos ao inverno e a cidade sofre com o despreparo da continuidade da gestão anterior, agora o governo só terá dois anos e meio para tentar por em prática alguma coisa que valha a pena se sustentar para manter a filosofia neo liberal, que em nada tem a ver com o tipo de trabalho e discurso que a cidade exige.